sábado, 3 de agosto de 2013

Abaixo Estatuto do Nascituro e Cura Gay!


Em tempos de aprofundamento da democracia, onde o povo vai às ruas pela ampliação de direitos é inaceitável que o fundamentalismo religioso tenha força e influência para legislar sobre nossos corpos, mentes e sexualidade.

É fundamental reafirmar a laicidade do Estado e defender a participação de segmentos historicamente oprimidos em nossa sociedade. Defendemos a emancipação e empoderamento das mulheres em todos os espaços, lutamos pela garantia e ampliação dos direitos LGBT, com o único objetivo, a igualdade de gêneros em todas as esferas sociais.

A UJS está na linha de frente contra projetos como o Estatuto do Nascituro, projeto de Lei que na busca de proteger a todo custo o nascituro, propõe pagamento de benefício a mulheres em caso de gravidez por estupro. É importante registrar que a interrupção de gravidez fruto de estupro é uma conquista das mulheres desde a década de 40 e não aceitaremos retrocesso. Seguiremos na luta contra a “Cura gay”, que trata a opção de amar pessoas do mesmo sexo como doença a ser tratado por psicólogos e tantos outros que fragilizam e ameaçam os direitos humanos. É inconcebível uma  sociedade que não respeite os direitos, a liberdade e a diversidade e, todas as suas instâncias.
 
UJS

Nenhum comentário:

Utilizadores Online